civil.jpg
Símbolo Engenharia Civil


Fonte: http://www.bib.ualg.pt/bibliotecas/EST/civil.jpg





Engenharia civil

É o ramo da engenharia que projecta e executa obras como edifícios, pontes, viadutos, estradas, barragens e outras obras da engenharia hidráulica fluvial e da Hidráulica Marítima, assim como da engenharia sanitária.
Os termos Construção civil e Engenharia civil são originados de uma época em que só existiam apenas duas classificações para a Engenharia sendo elas Civil e Militar. Cujo conhecimento por exemplo de Engenharia militar era destinada apenas aos militares e a Engenharia civil destinada aos demais cidadãos. Com o tempo, a Engenharia civil, que englobava todos as áreas, foi se dividindo, e hoje conhecemos vários divisões, como a elétrica, mecânica, química, naval, entre outras. Exemplos como Engenharia naval dão origem a construção naval, mas ambas eram agrupadas apenas na grande área da civil.
O engenheiro civil projeta e acompanha todas as etapas de uma construção e/ou reabilitação (reformas) . Deve estudar as características dos materiais, do solo, incidência do vento, destino (ou ocupação) da construção. Com base nesses dados, desenvolve o projeto, dimensionando e especificando as estruturas, hidro-sanitárias e gás, bem como os materiais a serem utilizados. No gabinete de obra, chefia as equipes, supervisionando os prazos, os custos e o cumprimento das normas de segurança, saúde e meio ambiente. Cabe-lhe garantir a segurança da edificação, exigindo que os materiais empregados na obra estejam de acordo com as normas técnicas em vigor. A Engenharia civil tem, de alguma forma, relações com todas as atividades humanas, notadamente com a Arquitetura.
Por possibilitar uma ampla variedade de atuação profissional, a Engenharia civil oferece ainda grande oportunidade aos seus profissionais, possibilitando que estes que se dediquem à boa formação acadêmica tenham sucesso posteriormente, na sua carreira.
A engenharia civil utiliza, como ferramentas mais usuais, a computação, a matemática, a física, a química, e um conjunto de técnicas no desenvolvimento de suas atividades, entre as quais os modelos matemáticos e os modelos físicos nos mais diversos laboratórios de engenharia civil das diferentes modalidades. Além destas, aplica contribuições da administração e da economia. Trata-se de ciência aplicada, que incorpora contribuições de diversas áreas de conhecimento, de ciência básica, para alcançar sucesso em projeto, acompanhamento, e gerência de empreendimentos.
Na solução de problemas complexos, como aqueles associados a problemas de hidráulica, hidrologia, mecânica dos solos, mecânica dos fluidos, mecânica estrutural, de estruturas esbeltas e nanoestruturas a engenharia civil utiliza a modelagem computacional e a modelagem física.

Formação Acadêmica


Para a atividade, um estudante tem de adquirir conhecimentos teóricos e práticos em estruturas, estradas e transportes, hidráulica e saneamento, geotecnia e materiais, também o conhecimento de todas as exigências legais e de segurança. O estágio é fundamental para que o aprendiz entre em contato com a realidade técnica de seu futuro local de atuação profissional. O curso de graduação é normalmente desenvolvido em cinco anos, ou muitas vezes onze semestres.
O profissional de Engenharia Civil pode exercer suas atividades em:
  • Área técnica, como na elaboração de projetos;
  • Área gerencial, como execução de obra, gestão de empresas ou departamentos de grandes empresas voltadas à construção civil, ou não;
  • Área financeira, como gestão de carteiras de clientes corporativos (empresas) em bancos ou instituições financeiras.
É desenvolvida em empresas de projeto e de consultoria, construtoras, empresas governamentais, instituições de ensino superior e de pesquisa, públicas e privadas.
Durante a graduação, além de estágios em obras, é sugerido cursos de atualização, participação em eventos e congressos técnicos. A pós-graduação, hoje em dia, é considerada quase uma exigência para o mercado de trabalho.
800px-Instituion_of_Civil_Engineers.jpg
Escola de Engenharia Civil, em Londres.



Fonte: **http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Instituion_of_Civil_Engineers.jpg**


Áreas de Engenharia Civil


Estruturas


No campo das estruturas, a engenharia civil abraça um vasto campo de matérias como a física, a matemática aplicada, resistência dos materiais e mesmo a computação.
A analise de estruturas abrange estudos do comportamento de edifícios, pontes, casas, barragens, entre outros. A sua análise presupoem basicamente o estudo das forças resultantes nos elementos, como o esforço axial, os momentos flectores e o esforço de corte, com base nas forças atuantes.
Com estes resultados é possível otimizar as seções dos elementos, obtendo-se assim uma relação material / resistência mais rentável.
É de salientar que neste campo é fundamental o perfeito conhecimento das forças atuantes, ou as ações que intervem nas análises.
Fundamentalmente estas são:
  • Peso próprio
  • Sobrecargas
  • Ação do Vento
  • Ação dos Sismos
  • Sobrecargas de acidente
  • Intempéries

Vias de Comunicação


A área das vias de comunicação é amplamente multidisciplinar em áreas fora e dentro da engenharia civil. Disciplinas como a mecânica dos solos, a matemática, sociologia, hidráulica, estatística, métodos numéricos entre muitos outros poderão ser incluídos no estudo, dimensionamento e exploração de vias de comunicação, nomeadamente;
  • Desenho urbano
  • Estradas
  • Auto-Estradas
  • Caminhos de ferro
  • Aeroportos e Aeródromos
  • Portos

Fonte:http://pt.wikipedia.org/wiki/Engenharia_civil



Saiba mais:

Engenharia Civil - UCPEL
Engenharia Civil - FURG
Engenharia Civil - Anhanguera